OUTREACH

Digressão Ignite IAstro

O Universo em contrarrelógio numa digressão por Portugal

Participe numa corrida pelo Universo ao longo de 2016 com os investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA). Eles vão percorrer Portugal e levar o Universo a vilas e cidades com menos acesso à comunicação de ciência.

Vídeo de promoção da Digressão Ignite IAstro
Uma corrida pelo Universo em contrarrelógio, o vídeo de promoção da Digressão Ignite IAstro.
Créditos: ver fundo da página.

O formato dos eventos Ignite IAstro permite expor, de modo divertido e acessível, cerca de uma dezena de temas da investigação em ciências do espaço feita em Portugal.

Vamos viajar do Sistema Solar às estrelas, e das galáxias aos confins do Universo, ao mesmo tempo que falamos dos instrumentos que nos permitem chegar tão longe.

Próximo evento

  • Guarda
  • Teatro Municipal
  • 3 de dezembro, às 21:30
  • Entrada livre
Programa
  • Nem Sempre o Sol Está Calmo
    João Limaresumo
    Quando a nossa estrela está ativa, é palco de fenómenos violentos e belos. Alguns deles originam partículas que viajam em direção à Terra a velocidades muito elevadas.

    Estará o nosso planeta protegido? E os nossos astronautas?
  • Titã: a exploração de um novo mundo
    Alberto Negrãoresumo
    Nesta palestra serão apresentadas as descobertas que têm vindo a ser†realizadas sobre Titã desde a chegada ao sistema saturniano, há 11 anos atrás, da missão espacial Cassini-Huygens.
  • Medindo Exoplanetas
    Sérgio Sousaresumo
    Hoje em dia já se descobriram mais de 2000 planetas extra-solares que orbitam outras estrelas na nossa galáxia.

    Vou explicar como muitos destes planetas foram descobertos, e falar de técnicas, ferramentas e missões que nos permitem medir e caracterizar estes novos mundos longínquos.
  • À Descoberta de Estrelas Peculiares
    Paola Quitralresumo
    Há estrelas com campos magnéticos muito fortes e nuvens de elementos atómicos na sua atmosfera. Venha descobrir mais sobre estes verdadeiros laboratórios estelares e o que nos podem ensinar sobre a física das estrelas.
  • Galaxódromo
    José Afonsoresumo
    Galaxódromo é um autódromo de galáxias.
    Vou mostrar um pouco sobre o que é que nós sabemos sobre as galáxias, como é que pensamos que elas se terão formado e evoluído ao longo dos 14 mil milhões de anos que tem o Universo, e com que instrumentos as conseguimos estudar.
  • Novas Estrelas em Galáxias Antigas
    Jean Michel Gomesresumo
    Há galáxias muito antigas, mas onde estão ainda a nascer estrelas. Isto é uma surpresa.

    Uma surpresa ainda maior é o facto de esta formação estelar recente se dar numa estrutura espiral, que não é típica desta família de galáxias.
  • Os Monstros Galácticos
    Fernando Buitragoresumo
    As maiores galáxias do Universo são autênticos monstros, seja pelo seu tamanho, seja pelo número de estrelas que contêm (mais de um bilião).
    Facto curioso, no princípio de Universo eram totalmente diferentes.

    Vamos conhecer os segredos destas misteriosas megalópoles de estrelas.
  • Turbilhões no espaço-tempo
    Francisco Cabralresumo
    A teoria da Relatividade Geral de Einstein prevê que as estrelas e os planetas em rotação "torçam" o espaço-tempo à sua volta segundo um fenómeno chamado gravitomagnetismo.

    Vamos explorar a missão Gravity Probe B que conseguiu medir o campo gravitomagnético da Terra e revelou o dinamismo do tecido do espaço-tempo tal como previam as equações de Einstein.
  • O Lado Escuro da Força
    Tiago Barreiroresumo
    Mais de metade de todo o Universo conhecido pertence ao "lado escuro". Ele não é observado diretamente e o que o compõe continua a ser para nós um mistério.

    Vamos dar um pouco de luz ao lado mais escondido do Universo.

Descarregue o cartaz do evento.

O que é a Digressão Ignite IAstro?

Uma vez por mês, em cada evento Ignite IAstro, entre oito e dez investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço apresentam a sua investigação em apenas cinco minutos cada. Seguindo o conceito dos eventos Ignite, cada investigador terá de falar a compasso de uma sequência de 20 slides que avançam automaticamente a cada 15 segundos.

A Digressão Ignite IAstro na Rádio
  • Antena 1, "Os Dias do Futuro", 13 de Fevereiro

    Ouvir o programa no RTP Play »

  • RDP África, "Científica Mente", 16 de Janeiro

    Ouvir o programa no RTP Play »

  • Antena 2, "Império dos Sentidos" 14 de Janeiro

    A Digressão Ignite IAstro é falada a partir do minuto 6:30


Pode seguir a digressão aqui nesta página e também no Facebook em www.facebook.com/iastro.pt/, no Google+ e no Twitter.


Porquê a Digressão Ignite IAstro?

A Ciência não chega a todos os locais com a mesma facilidade. A Digressão Ignite IAstro quer levar a investigação nacional em Astrofísica e Ciências do Espaço a vilas e cidades que estão mais longe dos grandes centros urbanos e que têm menos acesso à divulgação de ciência.

O formato compacto dos eventos Ignite IAstro permite expor em menos de uma hora uma variedade de temas: a deteção e estudo de exoplanetas, as estruturas em larga escala do Universo e a sua relação com a matéria e a energia escuras, o estudo dos buracos negros supermassivos e a procura das galáxias mais longínquas, entre outros.

A diversidade e a rapidez das apresentações do formato Ignite propiciam momentos de espetáculo e de entretenimento. A expetativa de ver os investigadores serem ultrapassados pelos slides cria dinâmica e diversão, próprias desta forma descontraída de apresentar e aprender ciência.

Calendário da Digressão

Todos os eventos têm entrada livre

Mapa da Digressão Ignite IAstro

Subscreva a nossa newsletter

Receba por e-mail a informação sobre atividades e projetos de comunicação de ciência organizados pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço.

* indica um campo obrigatório
Que tipo de informação gostaria de receber?

Créditos do vídeo de promoção

Música: Cinematic Kit 2 por Stefan Kartenberg, disponível em http://ccmixter.org/files/JeffSpeed68/51517 (Licença Creative Commons Attribution Noncommercial (3.0) http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/)
Imagens: ESO (eso.org) e M.McCaughrean & M.Andersen (AIP); L. Calçada; ESA, G. Miley e R. Overzier (Leiden Observatory) e Davide De Martin (ESA/Hubble); M. Kornmesser; G. HŁdepohl

Instituto de Astrof√≠sica e Ci√™ncias do Espa√ßo Universidade do Porto Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Funda√ß√£o para a Ci√™ncia e a Tecnologia