RESEARCH
<< back
R&D Units: Institute of Astrophysics and Space Sciences
FCT: UID/FIS/04434/2013; COMPETE2020: POCI-01-0145-FEDER-007672

Principal Investigator
José Afonso

Abstract
A Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais estão na vanguarda da investigação científica, oferecendo respostas a questões fundamentais e alterando a nossa visão do Universo. A investigação nestas áreas é um motor para a inovação tecnológica, impulsionando o desenvolvimento de novos instrumentos, métodos de processamento de dados e estruturas computacionais. A aplicação mais ampla desta investigação pode ainda ter consequências sociais e económicas importantes. Os avanços nas técnicas de imagem médica e ferramentas de comunicações são apenas alguns exemplos.

As Ciências do Espaço, incluindo a Astronomia e Astrofísica, têm um impacto internacional maior, medido em termos de citações por publicação com revisão por pares, e em relação à média mundial, do que qualquer outra área científica em Portugal (www.dgeec.mec.pt/np4/210/). Esta produtividade excepcional, resultante da excelência científica e crescente reconhecimento internacional, faz da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais um dos nichos onde Portugal pode assumir - e de facto tem assumido - papéis de liderança internacional.

O Instituto de Astrofísica e Ciências Espaciais (IA) resulta da fusão das duas unidades de investigação mais importantes em Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal: o CAUP, a única unidade de investigação a obter a classificação mais elevada atribuída pela FCT nestas áreas de investigação, e o CAAUL, avaliado com a segunda classificação mais elevada. A última grande avaliação das unidades de investigação ocorreu em 2007 e, desde então, as duas unidades de investigação têm crescido consideravelmente em número de investigadores, mais significativamente o CAAUL (de 8 para 27 investigadores integrados), mas também o CAUP (de 28 para 36 investigadores integrados), e em produtividade, medida pelo número de publicações e citações por investigador integrado. O IA engloba mais de 2/3 dos investigadores ativos em Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais, sendo estes responsáveis por uma percentagem ainda maior da produtividade científica nacional nestas áreas.

O IA, uma nova, mas há muito esperada, infraestrutura de investigação de dimensão nacional, resulta de uma visão arrojada, mas realista, para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, tentando aproveitar ao máximo e realizar plenamente o potencial criado pela participação Portuguesa na ESA e ESO. Espera-se que a criação do IA seja o passo necessário no processo de consolidação da visibilidade e impacto internacional da investigação em Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal.

A massa crítica que o IA proporciona permitirá também o aumento da participação e financiamento em projectos e redes internacionais, bem como o desenvolvimento de parcerias com empresas portuguesas. Tal será fundamental para estimular o desenvolvimento tecnológico, tanto por estreitar as ligações internacionais como por catalisar processos inovadores, com os consequentes benefícios sócio-económicos para a economia Portuguesa.

A investigação e desenvolvimento (I&D) no IA abordará a maioria dos tópicos na vanguarda da investigação em Astronomia e Astrofísica (A&A), desde o Sistema Solar às propriedades do Universo em grande escala e será complementada pelo trabalho em instrumentação e sistemas com potencial importância para os projetos de A&A.

Estas atividades serão estruturadas em torno de cinco linhas temáticas:
A. Rumo à detecção e caracterização de outras Terras
B. Um estudo abrangente de estrelas
C. A formação de galáxias resolvida no Espaço e no Tempo
D. À descoberta da dinâmica do Universo
E. Sistemas e Tecnologias espaciais

A existência no IA de investigação científica e tecnológica cria sinergias importantes. Em particular, o desenvolvimento de novas tecnologias permite uma participação mais intensa e mais precoce em projetos e missões de ponta e, consequentemente, um papel mais forte de Portugal na ESA e no ESO.

A oferta de formação avançada e a disseminação do conhecimento em Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais, são também objetivos fundamentais do IA. Para o IA será estrategicamente importante apoiar o ensino e investigação ao nível graduado e pós-graduado em astronomia, astrofísica e ciências espaciais, em especial, nas Universidades de Lisboa e Porto, onde o apoio à formação nestas áreas está mais consolidado.

A Astronomia é reconhecidamente uma das áreas científicas que pode mais facilmente ser utilizada para disseminar o conhecimento científico entre o público em geral, e pela população escolar em particular. O IA promoverá uma ampla gama de actividades de sensibilização do público, em colaboração com as Universidades de Lisboa e Porto. O nosso objetivo passa por sermos a principal fonte de informação sobre Astronomia, Astrofísica e Ciências do Espaço para os media e o público em Portugal, e por sensibilizar o público para as descobertas mais recentes e relevantes nessas áreas científicas.


Indicadores
Artigos em revistas: 2015, 2016, 2017, 2018
Artigos em atas de conferência: 2015, 2016, 2017, 2018
Comunicações em conferências: 2015, 2016, 2017, 2018
Livros: 2015-2018

Start
1 January 2015
End
31 December 2018

Funding Institution
Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Fundação para a Ciência e Tecnologia  Compete 2020  Portugal 2020  FEDER

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço Universidade do Porto Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Fundação para a Ciência e a Tecnologia COMPETE 2020 PORTUGAL 2020 União Europeia