NEWS
Teresa Lago premiada pela promoção da cultura científica
2018 novembro 22

Teresa Lago
Teresa Lago, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA1) e Secretária-Geral da União Astronómica Internacional (IAU), recebeu o Grande Prémio Ciência Viva Montepio 2018, o qual visa distinguir uma intervenção meritória na divulgação científica e tecnológica em Portugal. A cerimónia de entrega dos Prémios Ciência Viva Montepio 2018 terá lugar no dia 24 de novembro às 15h00, no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra.

Em comunicado, a Agência Ciência Viva justifica a escolha de Teresa Lago “pela sua ação notável na promoção da cultura científica enquanto professora, investigadora, autora e divulgadora no campo da astronomia”.

A par da sua carreira científica, Teresa Lago foi uma das grandes impulsionadoras do desenvolvimento da Astronomia em Portugal. Em 1983 criou a primeira licenciatura em Astronomia do país, na Universidade de Porto. Já em 1987, a pedido da então Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT, antecessora da atual Fundação para a Ciência e Tecnologia), preparou o “Plano Nacional para o Desenvolvimento da Astronomia”, um passo fundamental para o reconhecimento da formação e da investigação da Astronomia em Portugal.

No ano seguinte, Teresa Lago fundou o Centro de Investigação em Astronomia e Astrofísica da Universidade de Porto (CAUP), o primeiro centro de investigação nesta área em Portugal, o qual dirigiu até 2006. Desde a sua fundação que o CAUP inscreve entre os seus objetivos estatutários a divulgação da ciência e a promoção da cultura científica. Da fusão das unidades de investigação CAUP e Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL), em outubro de 2014, nasceu o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Foi ainda responsável pela elaboração do projeto do Planetário do Porto – Centro Ciência Viva, que completa 20 anos no próximo dia 24 de novembro. Este centro de ciência da Universidade do Porto tem estreita ligação com o IA, que é responsável pela gestão científica das atividades do planetário e cujo polo do Porto está sediado no edifício do CAUP/Planetário do Porto.

Teresa Lago é membro do IA e, desde agosto deste ano, exerce funções como Secretária-Geral da União Astronómica Internacional (IAU), cargo que ocupará até 2021.

Os Prémios Ciência Viva Montepio são atribuídos anualmente pela Ciência Viva a personalidades e instituições que se destacaram na promoção da cultura científica em Portugal. Em 2018, para além de Teresa Lago, estes prémios distinguiram Filipe Ressurreição e Edgar Canelas nas categorias de Educação e Media, respetivamente.


Notas
  1. O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) é a maior unidade de investigação na área das Ciências do Espaço em Portugal, integrando investigadores da Universidade do Porto e da Universidade de Lisboa, e englobando a maioria da produção científica nacional na área. Foi avaliado como “Excelente” na última avaliação que a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) encomendou à European Science Foundation (ESF). A atividade do IA é financiada por fundos nacionais e internacionais, incluindo pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (UID/FIS/04434/2013), POPH/FSE e FEDER através do COMPETE 2020.


Grupo de Comunicação de Ciência
Sérgio Pereira
Ricardo Cardoso Reis

João Retrê (Coordenação, Lisboa)
Daniel Folha (Coordenação, Porto)


Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço Universidade do Porto Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Fundação para a Ciência e a Tecnologia COMPETE 2020 PORTUGAL 2020 União Europeia